Archive | September, 2009

dia de aniversário tem que ter…

30 Sep

Torta Regina!

O comedor de cheesecake mor tem uma tradição que ultrapassa seu gosto por cheesecake: todo dia de aniversário é dia de Torta Regina. Quando não tinha Di Cunto aqui no Itaim, lá ia eu para a Mooca resgatar o doce efêmero e trazê-lo ainda dourado e lindo para meu amor.

Para quem não conhece a Torta Regina, posso descrevê-la de duas formas.

Na prática e na descrição formal, ela leva uma base de pão-de-ló embebida em rum, com creme patissier e chantilly, com carolinas recheadas com mais chantilly e uma cobertura de fios de caramelo.

Na descrição “poética” ela é a torta régia, por fora sua capa dourada como o ouro mais exuberante cobre a delicada doçura branca de suas leves carolinas.

torta_regina

O detalhe é que ela tem que sem comida imediatamente, antes que a carcaça dourada se desmanche. A efemeridade da torta regina faz com que ela seja ainda mais especial!

——————-

Aqui, uma foto dela por dentro

tortaregina

Advertisements

como é que é mesmo?

29 Sep

macaco velho não mete a mão em cumbuca?
quem nunca comeu melado, quando come se lambuza?
macaco quando coloca a mão em cumbuca se lambuza?
luana quando cozinha com nutela se empanturra?

nutella day!

29 Sep

Nutella_750

Nutella combina com dia frio e chuvoso. Combina com este dia frio e chuvoso. Eu já me preparando para tirar as roupas de verão do armário e colocar as perninhas à mostra e o inverno primaveril dá o ar da sua graça de novo. Vou usar mais uma vez meu blazer cinza de moletom para uma reunião e depois para fazer uma entrega bem nutellosa. Eduardo e Carola pediram o clássico com cobertura de nutella e, como eles se declararam apaixonados pela coisa, eu fiz uma proposta: colocar “gotas” de nutella no meio da massa de queijo para que ela ficasse ainda mais presente na receita. Como não posso cortar uma fatia para ver como ficou, vou apenas publicar uma foto do cheesecake como um todo torcendo para que meus “cobaias” façam um registro depois.

cheesecakenutella

Causos nutelosos

Me lembrei agora de que quando fui a Firenze com minha querida amiga Ju e sua filhota à tira colo Amanda, encontramos com uma senhorinha na porta de uma sorveteria que insistia em querer comprar o potão gigante de nutella que o estabelecimento exibia como decoração. Ela queria porque queria o tal do pote… se não estivesse fazendo 40 graus na ocasião, eu talvez também tivesse me juntado ao coro da senhorinha florentina. Nutella! Nutella! Nutella!

—————–

A mesma Juliana é também uma nutella maníaca. Quando estivemos juntas pela última vez ela me apresentou a “nutella” da ovomaltine! Um desbunde sem fim, com a cremosidade de uma nutella normal e os crocantinhos do ovomaltine. Imagine… pode babar. Ela tinha separado para compartilharmos um pote inteiro daquele, e eu fui comendo de pouquinho em pouquinho, economizando cada colherada da iguaria trazida da suíça. No dia de ir embora, já no aeroporto, a Juliana abre a bolsa e me entrega o pote com o que havia sobrado da nossa gulodice conjunta. Já no Brasil, a delícia não resistiu ao encontro com o Roger e acabou em um dia.

OVO1006

entre chuva, ventos e trovoadas

28 Sep

006-judi-it-was-a-rainy-day-walk

Foi assustador quando a chuva começou. Achei que naquele momento se repetiria uma certa tarde de terça-feira não tão distante na qual eu desmarquei tudo o que podia para ficar dentro de casa, adiantando trabalhos e aproveitando um pouco da televisão… até a luz acabar. Mas apesar do susto, a chuva que encobria a visão total da minha janela acabou mais depressa do que eu poderia sequer imaginar. Fechei o computador e a parte 4 de um episódio de Grey’s Anatomy (quando tudo dá errado eu me jogo nas séries melosas) e saí correndo para aproveitar a brecha que São Pedro tinha me oferecido. O motivo era mais do que nobre: a entrega  do segundo cheesecake da Leonora, coberto de Port Wine Berry ou, cá pra nós, de framboesas puxadinhas no vinho do porto. Espero que ele esquente e adoce essa segunda-feira bocomoca com a qual fomos brindados – mas também, depois de um domingo lindíssimo como ontem, o que mais eu podia querer?

(essa linda foto eu tirei daqui http://worldwidephotowalk.com/gisborne-city-gi-nz/)

medo de clara em neve

27 Sep

ponto-da-clara-em-neve

Eu sempre fugi de receitas que tinham clara em neve. Perdi boas oportunidades por isso, mas também preservei minha auto estima por não correr o risco de ver as claras desandarem como neve em ponto de derretimento no fim do inverno. Aquela mágica de fazer com que a parte transparente do ovo se transformasse em algo fofo, lindo, brilhante e super branco sempre me assustou e me pareceu dessas coisas dignas de mágicos ou experts.

Fugi como o diabo foge da cruz até que me deparei com o incrível merengue – o francês, o italiano, e todas as suas variações… – e seu invariável ingrediente principal: as claras em neve. O maluco é que o merengue soma duas coisas das quais tenho medo: clara em neve e calda de açucar em ponto de alguma coisa.

Contando com a ajuda de dois queridos-entendidos, o Léo e a Camila, vou tentando me acostumar com a ideia de que bater claras em neve não é uma coisa tão misteriosa assim, e que alguns truques podem ajudar, como colocar uma pitada de sal para ajudar no ponto ou ainda levar a calda e a clara juntas antes de bater na batedeira.

Até porque, para fazer um bom merengue nos moldes tradicionais, o cozinheiro tem que ser praticamente um polvo com muitos braços capazes de controlar o ponto da calda, controlar o ponto da clara, colocar um fio de calda quente enquanto a clara bate antes que a clara chegue ao ponto de clara em neve… me lembra uma história do meu avó com os patos Kosher, mas eu conto mais tarde.

meu coração, não sei porque…

25 Sep

foraspecialday2

A Sharon, mesmo de dieta, manteve a data do segundo cheesecake dela. O motivo era nobre e digno de decoração romântica: 2 anos de namoro completados nesta quinta-feira. Eu atravessei a cidade para entregar tão especial encomenda e ainda peguei um contra fluxo incrível na volta, chegando em casa rápido para ficar mais pertinho do meu amor.

Missão cumprida em dia comprido.

kit kat cheesecake

24 Sep

Tenho um amigo que simplesmente ama Kit Kat, e sempre que viajo me lembro de trazer alguma novidade ou um clássico mesmo, já que é super difícil de encontar este chocolatinho crocante no Brasil. Em uma das vezes encontrei um recheado com manteiga de amendoim, que achei incrível e fantásticamente calórico. Procurando referências a cheesecake na Internet, no entanto, encontrei uma edição especial de Kit Kat Cheesecake! Não consigo imaginar como eles conseguiram trazer alguma referência que seja ao cheesecake, mas fiquei curiosíssima… pena que ela vai ficar, para mim e para todos, só na lembrança, já que me parece que essa tal edição especial e limitada ficou lá nos idos de 2007…

94895406_12b59d03b6

lemon_cheescake_kitkat